clik e veja

A Arca do Zé Colméia Abertura da novela Os Ricos Também Choram 1982 abertura de novelas Abertura Fantástico 1976 Abertura Jornal Nacional 1972 Abraço e Aperto de Mão ou Pêra Alô Angélica: Vou de Táxi (clip) angelo maximo ANOS 80 ANTONIO MARCOS A SAUDADE QUE FICOU anuncios aprender matemática AQUI E AGORA araci de almeida armazem atores Baile Funk Anos 70 balão magico Bibo Pai e Bobi Filho bicicleta Bonanza bozo brincadeiras brinquedos cai no poço Beijo cantigas de roda Cantores Brasileiros dos anos 70 Carequinha - Palhaço Carrinho de rolemãs carros carros que deixaram saudade chacrinha Chaparral CHiP's (1977) Chocolate Surpresa Cicciolina Clube do Mickey - SBT comerciais Cotonetes Johnson Johnson Banheira 1978 Cremogema Cynira Arruda linda mussa dos anos 70 nu artistico desenhos DESPERTADOR doces Docura I Love Lucy à Brasileira Dominó: Companheiro eletro domesticos emulsão de scott Enceradeira Arno anos 70 enciclopédia Barsa Universa EXTRATO DE TOMATE Fernando Mendes fichas de telefone filmes fita cassete fita k7 FUTEBOL Galinha Mag Geizibel menina de oito anos. George Baker Selection Una Paloma Blanca girias dos anos 70 GRANDE FAMÍLIA - Abertura 1ª Versão 1972-1975 grande musa dos anos 70: Nádia Lippi Grande Sertão: Veredas Grupo Dominó Ela Não Gosta de Mim HUMOR JERRY LEWIS João Figueiredo jovem guarda Jovem guarda Giane Angelita Jovem guarda - Diana - Ainda queima a esperança Juninho Bill e Simony antes da fama Kátia D'Angelo ki suco KOLINOS lambreta Leite de Magnésia Phillips livros livros leitura escola primaria Lojas Arapuã Luan Vanessa Quatro Semanas de Amor Lucelia Santos Luma de Oliveira Maçã. MAQUINA DE COSTURA maquina fotografica menudos Mio e Mao - década de 70 mizena Mobral monocolos de fotografias motos moveis de formica musicas Mussum trapalhoes nadia lipp namor neocide Nika Costa On My Own- novelas O Homem Invisível (1975) - abertura dublada o principe submarino obigetos os gatoes os trez pateta ovinhos do Sal Cisne padre zezinho Patricia Marx certo ou errado perfumes picole Pique Esconde pirulito zorro pomada minancora Pornochanchadas: Os cartazes de filmes nacionais mais ‘provocantes’ da história Praça da Alegria 1974 programas de auditorio propaganda Rádios dos Anos 70 Raízes 1977 ranbo rede clobo no passar dos anos Rede Manchete refrigerantes retrospectivas Revista roupas rpm sandra brea sapatos saudades seriados shanpu Shazan silvio santos SIMONY QUANDO CRIANÇA NO RAUL GIL 1979 sitio do pica pau amarelo som Sonia Braga super herois T.V. Pirata tabuada TARZAN Tema de Lara topo gigio Tostines vende mais porque é fresquinho trem da alegria Trem da Alegria Pique Pega Trem da Alegria - uma história de Sucesso Trem da Alegria brincando no Viva a Noite tv coloso tv pirata Uri Geller entorta talheres Uva variedade video de muia coisa variada dos anos 80 video de muita coisa variada dos anos 80 vila sessamo Vinhetas da Rede Globo Vinhetas Das Sessões De Filmes Dos Anos 70 vitasay Xerife xispa ze betio

xororó du goias canta paixão de homem

segunda-feira, 13 de abril de 2009

A Mulher-Maravilha quem não si lembra das tardes de domingo





A Mulher-Maravilha tinha a identidade secreta de Diana Prince, uma enfermeira da Força Aérea americana. Era apaixonada por Steve Trevor. Nesta versão ela não voava realmente (planava em correntes de ar) e usava um rádio de ondas telepáticas. Na história publicada em Sensation Comics #1, janeiro de 1942, havia uma enfermeira de nome Diana Prince, a qual a Mulher Maravilha ajudou. Esta Diana aceitou deixar que a super-heroína, que desejava ficar do lado do paciente Steve Trevor, assumisse sua identidade enquanto ela partiu para junto de um soldado namorado seu, que estava na América do Sul. Uma das personagens coadjuvantes de maior sucesso era a gordinha Etta Candy, uma das fãs da Mulher Maravilha denominadas "Garotas Hollyday" (conforme tradução para o português na revista brasileira "Coleção DC 70 anos #3", da Editora Panini, julho de 2008). Etta Candy se casaria com o já idoso Steve Trevor, reintroduzido nas aventuras atuais.

Como oponentes, a Mulher Maravilha tinha diversos vilões clássicos da Era de Ouro dos Quadrinhos (Maligna (originária de Saturno), Giganta, Mulher-Leopardo, Rainha Clea (da Atlântida), Doutora Veneno, a sacerdotisa Zara), algumas reformuladas na Era de Prata e que continuam aparecendo nas histórias modernas.

fonte da historia[ http://pt.wikipedia.org/wiki/Mulher_Maravilha]

3 comentários:

kamiwarrior disse...

bacana gostei

Adma Nivia disse...

adorei a reportagem...eu nem sabia que foi assim que tudo começou.abraço

M!riam disse...

Adorei!

Amava assistir várias sérias nos anos 70 e 80.

Saudade boa...

beijo